sábado, 3 de março de 2012

Sou nau.

Sou nau que navega em mar aberto
Nau que navega por seu oceano predileto
Sou nau que navega pela vida
Buscando nela igualidra
Sou nau.

Nau que busca por um sentido
Por um lugar seguro, um motivo
Sou nau que pela vida anda perdida
Mas é esta perca, encontro.

De mundos e oceanos
De vidas e de planos
Da alegria de cada dia
Sou nau da vida.

Vida de enganos,
Erros mundanos.
Vida de maresia,
Fantasia.

Sou nau que navega pela vida
E que sabe que porto seguro
é onde quiser que seja.
Sou nau que pelas tempestades passa,
Esbraveja

Nau que resiste às águas quebrantadas
Às marés desenluaradas
Aos dias à deriva
Sou nau que companheiras naus tem,
Naus amigas.

Sou nau por tudo e sou nau por isso.
Sou nau sem aviso.
Sou nau num oceano de amor e de belezas
Sou nau. Tenho certeza.

Um comentário:

  1. Lisi, que poema lindo.
    Pelo pouco que te conheço,tenho certeza tambem.

    =**

    ResponderExcluir